SOUL DELAS SURFTRIP – Itamambuca.SP

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

Fui convidada para participar do projeto Soul delas que é uma Surf Trip só para mulheres onde reúne aventureiras que encorajarem umas as outras no mundo do esporte, o trip é organizada pela HardCore Esportes.

É uma viagem tanto para àquelas que estão dando seus primeiros passos, quanto para quem busca aperfeiçoamento, contando com uma equipe especializada liderada por um time da campeã de surf Suelen Naraisa, para passar um fim de semana em Itamambuca-SP, cheio de atividades iradas ligadas ao esporte.

hardcore

1 dia- Acordamos por volta das 6:30 para tomar um café da manhã reforçado já servido lá na casa que estávamos por volta de 30 meninas e já começamos o dia rindo, se conhecendo e recebendo um presente de boas vinda.

13164487_809373379196538_12990539109620479_n

surftrip2

surftrip1 surftrip

Depois fomos para a praia e tivemos uma aula de Body Combat e em seguida uma aula teórica de surf com a escola da surfista Suelen Naraisa, onde ela ensinou como subir na prancha, como eu já faço aula na Campeche Surf School já sabia a técnica porém é sempre bom aprender mais e após isso ela nós levou até o rio onde o exercício era ficar em pé, pois tinha muitas meninas que nunca haviam tido nenhum contato com o Surf e foi muito divertido para todas.

13087439_809375662529643_8388377323459276971_n

surf2

surf4

surf5

surftrip7

surftrip6

Depois fomos todas para o Mar, que estava grande então ficamos no Inside ( zona mais perto da praia, fica a meio caminho entre a areia e o outside)

surf18

surf19 surf20

Como os surfistas falam:

Aéreo – Manobra na qual o surfista e a sua prancha saem da onda em vôo e, depois, voltam a entrar nela.

Arrebentação – é a distância que vai da praia até onde começam a quebrar as ondas, zona de impacto.

Backside – Quando se surfa de costas para a onda.

Batida – Praticamente o mesmo que off-the-lip.

Beach Break – Tipo de fundo, as ondas partem sobre um fundo de areia.

Big Rider – são aqueles que se atiram a qualquer tipo de mar, especialmente quando está grande.

Bottom – Parte de baixo das pranchas de Surf.

Bottom-turn – é a curva que se faz na base da onda, imediatamente a seguir ao drop, e que define a trajetória a seguir na onda.

Bowl – secção tubular da onda, quando ela já está redonda.

Buraco – diz-se da onda cuja parede se torna rapidamente muito vertical.

Crowd – Multidão, quando se tem muita gente dentro d´água.

Cut Back – Curva efetuada para voltar atrás na onda em direção à espuma.

Direita – onda que, vista da praia, parte para o lado esquerdo, a designação é dada pela perspectiva do praticante, ou seja, do mar para terra.

Drop – Ato de descer a onda, antecede o Bottom-turn.

Rabear – Descer a onda na frente de outro praticante, interferindo na sua trajetória.

joelhinho – modo de passar por baixo das ondas sem ser arrastado até á beira.

Esquerda – Onda que, vista da praia, parte para o lado direito, é dada pela perspectiva do praticante, ou seja, do mar para terra.

Flat – Mar liso e sem ondas.

Frontside – quando se surfa de frente para a onda.

Glass – condições sem vento, quando o mar adquire um aspecto liso e espelhado.

Hardcore – palavra que define uma situação extrema, ou uma atitude pessoal marcada por um certo radicalismo.

Inside – zona mais perto da praia, fica a meio caminho entre a areia e o outside.

Junção – quando as espumas de uma direita e de uma esquerda se encontram.

Leash – o mesmo que streap ou cordinha

Leque – água que sai debaixo da prancha quando o atleta faz um curva com força.

Line Up – zona do outside onde as ondas quebram e onde se apanha elas.

Lip – crista da onda, parte mais alta da onda.

Merreca – termo brasileiro para onda pequena.

Merrequeiro – surfista de ondas pequenas.

Bico – (parte superior) da prancha.

Batida – manobra na qual o atleta parte em direção ao lip da onda, batendo neste e voltando para a base da onda.

Off Shore (terral) – quando o vento sopra de terra para o mar.

 On Shore (maral) – quando o vento sopra do mar para terra.

Outside – zona do mar por trás da rebentação, zona de segurança.

Outline – linhas gerais da forma da prancha.

Pés – medida das ondas (1 pé = 30,48 cm).

Point – local onde quebra sempre a onda.

Point-Break – tipo de onda que geralmente quebra sobre as pedras.

Regular – que surfa com o pé esquerdo à frente.

Goolfy – que surfa com o pé direito à frente.

Reef Break – tipo de onda que quebra sobre um fundo de coral.

Secção – partes ou trechos de uma onda.

Série – conjunto de ondas. Também conhecido como (conjunto de ondas)

Shape – formato da prancha.

Shaper – aquele que dá forma ao bloco de polietileno transformando-o numa prancha.

Spray – ar comprimido dentro do tubo e depois expelido para fora num único bafo.

Storm – mar mexido e confuso por causa do vento forte.

Swell – é a chegada de ondulação à costa, a entrada de um swell sempre traz boas condições para a prática do surfe, energia gerada nas profundezas do oceano.

Tubo – consiste em passar por dentro da onda, por vezes a onda forma uma secção tubular, noutras, é no seu total tubular.

Fundo – parte inferior da prancha.

Tail-Slide – após a batida derrapa-se o fundo da prancha.

Wax (parafina) – à base de parafina, que se põe na base do pé na parte de cima a fim de não escorregar.

Anti-derrapante – que se põe na base do pé na parte de cima a fim de não escorregar.

wipe Out (cair) – ser afastado da prancha quando se drop uma onda.

Após o almoço tivemos atividades na piscina com a escolinha da Su, onde eles nós ensinaram a dar joelhinho e tartaruga ( furar onda com pranchão 9″ 7″), joelhinho eu já havia tentando antes porém tartaruga nunca tinha ouvido falar e no dia seguinte tentei no mar e deu super certo, amei!

surf6

surf7

Uma das participantes estava fazendo aniversario, foi incrível a vibe da galera, todas se deram muito bem não teve se quer uma discussão.

Após o treinamento na piscina ficamos pela casa fazendo power balance (prancha de equilibro) se conhecendo, dançando, e aproveitando todos os ambientes e a noite tivemos um jantar lá na casa mesmo, onde foi um chefe de cozinha e fez um peixe na brasa que estava uma delicia.

13164226_809378352529374_5181810151364772138_n

2 dia: Começamos o dia fazendo um funcional na beira da praia e depois Surf que já estava um pouco menor o mar e conseguimos ir para o Outside.

surf10 surf9

surf8

trip9

Onda eu e a Suelen – veja no meu instagram @thataluz

essa

Depois almoçamos e fomos para cachoeira.

trip2

trip3

 

A noite fizemos um Lual na praia a frente da casa…

surf15 surf16

3 dia: Acordamos bem cedo para ver o SOL nascer, depois tivemos uma aula de Yoga que todo mundo chorou de tanta energia junto e fomos SURFARRRRR!

trip6

trip8 trip10 trip7 trip11

essa1

Em breve vai sair a Websérie dessa Trip e irei divulgar em minhas redes social para vocês verem melhor como foi irada, e digo mais a próxima trip será em FLORIPA onde eu moro, já mandem mensagens para a Hardcore Esportes e não fiquem de fora porque realmente é uma experiencial  sensacional, obrigada a todos envolvidos para realizar esse nesse fim de semana incrível, eu AMEI cada segundo com vocês, até a próxima TRIP.

trp23

tripsurff

” Conhecer novos lugares, pessoas e culturas é o que me faz crescer por dentro. E o meu desejo é nunca parar de crescer. Essa é minha busca.”

Fotos/Videos: Rafa Magalhães 

Marcelle Rosenthal 

Victor Varetto

Felipe Godoi

GoPro 

Contatos Hardcore Esportes:
www.hardcoresports.com.br
(21)965099333
contato@hardcoresports.com.br